1 – Condições de participação
– O Trail do Porto Moniz é um evento de Trail Running, que irá decorrer no Concelho do Porto Moniz no dia 05 de Fevereiro de 2017, e que integra 4 provas: Trail Ultra (47 km), Trail Longo (25 km) e Trail Curto (16 km) de formato circular e Trail Jovem (5 km) de formato linear.

1.1 Idade de participação nas diferentes provas
– Para participar no evento, os participantes deverão ter, pelo menos 18 anos para o Trail Curto, e 20 anos para as restantes provas. A idade para participar no Trail Jovem, é de 16 e 17 anos.

1.2 Inscrição regularizada
– A inscrição numa das provas do evento Trail do Porto Moniz, implica compreender e aceitar sem reservas as regras e o regulamento da prova.

Nomeadamente, é necessário:
– Efetuar corretamente a inscrição, no website do evento.

– O participante deverá preencher o Termo de Responsabilidade e entregá-lo, em formato papel, aquando do check-in, no secretariado do evento. Este documento deverá ser descarregado no website oficial do evento.

– Proceder ao pagamento da respetiva taxa de inscrição, sendo que não é necessário o envio do respetivo comprovativo de pagamento.

1.3 Condições físicas

Os participantes devem:
– Estar conscientes da distância e das particularidades da prova em que vão participar e estarem suficientemente treinados para concluírem a mesma.

– Terem adquirido, antes da prova, uma real capacidade de autossuficiência em montanha, que permita a gestão dos problemas induzidos por este tipo de prova, nomeadamente em termos de alterações das condições climatéricas (noite, vento, frio, nevoeiro, chuva ou neve), assim como na capacidade de ser autónomo entre dois postos de abastecimento, não somente na alimentação mas também no vestuário e segurança.

– Os participantes terão de saber enfrentar problemas físicos e mentais resultantes de fadiga extrema, problemas digestivos, articulares e dores musculares, etc.

– Ter a consciência de que não é papel da organização ajudar um participante a ultrapassar estes problemas e que tal depende principalmente da sua capacidade em se adaptar às situações problemáticas decorrentes deste tipo de evento.

1.4 Ajuda externa
– Aos participantes é permitido receber assistência pessoal dada apenas por uma pessoa, e somente nos postos de controlo/abastecimento previamente definidos pela organização.

– É estritamente proibida toda a restante ajuda externa, nomeadamente assistência profissional (treinador, médico, equipa).

1.5 Colocação do peitoral
– O peitoral deve estar permanentemente visível durante toda a prova, ou seja, deve ser posicionado sobre a roupa, na zona do peito ou do abdómen e não pode ser, por qualquer razão, fixado sobre a perna ou nas costas. O nome e o logotipo dos patrocinadores não podem ser modificados ou escondidos.

– Somente os participantes com peitoral visível terão acesso aos postos de controlo/abastecimento.

– A não observância destas regras acarreta a penalização prevista no artigo 2.11.

1.6 Regras de conduta desportiva
– O Trail do Porto Moniz, é realizado em absoluto respeito pela natureza, promove e privilegia, acima de tudo, o fair-play.

– É fundamental que os participantes ajudem qualquer pessoa em perigo e alertem o posto de controlo mais próximo ou contactem a organização.

– A entidade organizadora reserva-se o direito de excluir da corrida, mesmo antes do seu início, qualquer participante que, através do seu comportamento, condicione a gestão e/ou o bom funcionamento do evento. Caso isso ocorra, o atleta não será reembolsado.

– As condutas antidesportivas serão sancionadas de acordo com o seu grau de gravidade, conforme o estipulado no artigo 2.11.


2 – A prova

2.1 Apresentação da prova
– O Clube de Montanha do Funchal é a entidade organizadora do evento denominado Trail do Porto Moniz, que decorrerá no dia 05 de fevereiro de 2017 no Concelho do Porto Moniz na Ilha da Madeira.
– Devido a razões de logística o evento Trail do Porto Moniz é limitado a cerca de 850 participantes, no total das 4 provas, distribuídos da seguinte forma:

  • Trail Ultra (47km) – 200
  • Trail Longo (25km) – 300
  • Trail Curto (15km) – 300
  • Trail Jovem (5 km) – 50

– O Trail do Porto Moniz integra o Circuito Nacional de Trail 2017 da ATRP – Associação de Trail Running de Portugal e o Circuito Trail Madeira 2016/2017 da AARAM – Associação de Atletismo da Região Autónoma da Madeira.

– A entidade organizadora reserva 50 lugares em cada prova para satisfazer os seus compromissos perante atletas de elite e para com os patrocinadores oficiais do evento.

– A entidade organizadora reserva-se ainda ao direito de reduzir o número de vagas por razões de segurança ou por qualquer outro motivo que possa afetar o bom funcionamento da prova. Todas as alterações serão anunciadas com a devida antecedência no website oficial e redes sociais.

2.2 Programa / Horário

Quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017
Apresentação do “Trail do Porto Moniz” – (local a designar)

Sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017
14h00 às 20h00 – Check-in – sede do CMoF

Sábado, 4 de fevereiro de 2017
15h00 às 20h00 – Check-in – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz

Domingo, 5 de fevereiro de 2017
05h00 – Abertura do centro do evento – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz
05h00 – Funcionamento do secretariado
05h45 – Entrada na zona de concentração dos participantes da prova Trail Ultra
06h00 – Partida da prova Trail Ultra (47km) – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz
07h45 – Entrada na zona de concentração dos participantes da prova Trail Longo
08h00 – Partida da prova Trail Longo (25km) – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz
08h45 – Entrada na zona de concentração dos participantes da prova Trail Curto
09h00 – Partida do Trail Curto (16km) – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz
09h00 – Concentração dos atletas do Trail Jovem – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz
09h15 – Partida do transporte para a partida da prova Trail Jovem
09h45 – Entrada na zona de concentração dos participantes da prova Trail Jovem
10h00 – Partida do Trail Jovem (5 km) – (lagoa dos Lamaceiros)
13h00 – Almoço (local a indicar)
18h00 – Hora limite para a chegada dos últimos atletas
18h00 – Cerimónia da Entrega de Prémios

2.3 Distância (categorização por distância) / altimetria (desnível positivo e negativo acumulados) / categorização de dificuldade ATRP.

Provas Distância Desnível Positivo Desnível Negativo Tempo máximo Categorização Grau de dificuldade
TUPM 47 km 3780 m 3780 m 12h Trail Ultra Médio 4
TLPM 25 km 1720 m 1720 m 6h Trail Longo 4
TCPM 16 km 1170 m 1170 m 4h Trail Curto 4
TJPM 5 km 100 m 550 m 2h Trail Jovem 1

 


2.4 Mapa/Perfil altimétrico / descrição percurso
– A organização disponibilizará os tracks GPS dos percursos das provas, no entanto, no dia de prova prevalecerá sempre a sinalização colocada no terreno.

2.5 Tempo limite
– O Trail do Porto Moniz é um evento que integra quatro provas de etapa única, com tempo limite de execução.

– As barreiras horárias são calculadas para permitir aos participantes alcançar a linha de meta no tempo limite imposto, contabilizando já as possíveis paragens (descanso, abastecimentos, etc.).

– Para serem autorizados a continuar em prova, os participantes devem chegar e sair do posto de controlo antes do seu encerramento, caso contrário, serão impedidos de prosseguir e consequentemente, serão desclassificados.

– Qualquer participante excluído da prova e que deseje continuar, só pode fazê-lo entregando uma parte do peitoral, destacável para o efeito, prosseguindo à sua própria responsabilidade e em completa autonomia.

– Por razões de força maior (meteorológicas e/ou de segurança), a organização reserva-se o direito de alterar as barreiras horárias.

2.6 Metodologia de controlo de tempos
– Será utilizado um sistema eletrónico de controlo de tempos. Nos postos de controlo existirá uma estação eletrónica que registará a passagem dos atletas.

– O peitoral dos participantes integra um chip, o qual, possibilita o registo da passagem do atleta.

– Além do controlo eletrónico haverá igualmente controlo manual de registo de passagem.

– A zona de partida será delimitada com barreiras metálicas. Os participantes terão, obrigatoriamente, de entrar nesta área nos locais assinalados para controlo do chip. Nenhum participante pode entrar na zona de partida sem proceder à verificação do chip.

– Na zona de partida o relógio iniciará a contagem no momento estabelecido, com ou sem a presença dos participantes. Os participantes que não estiverem presentes até 15 minutos após a partida ou que se apresentem para além deste período, serão impedidos de partir e, como tal, não serão classificados.

2.7 Postos de controlo
– Os postos de controlo são pontos obrigatórios de passagem e estão localizados em locais delineados pela organização. Em cada um destes controlos estará um responsável da organização.

– Não controlar um ou mais pontos de controlo, levará à desclassificação do participante.

– Durante a prova poderão existir “controlos-surpresa” de forma a assegurar o cumprimento integral do percurso. A sua posição, obviamente, não será comunicada pela organização.

– Os abandonos devem ser feitos única e exclusivamente nos postos de controlo. Na eventualidade de um acidente ou lesão em que o participante esteja imobilizado e não consegue alcançar um posto de controlo, deve ativar a operação de salvamento, entrando em contacto com a organização.

– O número de contacto da organização, para efeitos de emergência, estará impresso no peitoral do participante e deverá ser igualmente gravado antecipadamente no telemóvel do participante.

– A organização reserva-se o direito de alterar a qualquer momento o percurso e a posição dos postos de controlo / abastecimento, sem aviso prévio. Em caso de condições climáticas fortemente adversas a partida pode ser atrasada no máximo duas horas, período após o qual, a prova é cancelada. Não haverá direito a reembolso.

– Durante a prova, em caso de mau tempo, e por razões de segurança, a organização reserva-se o direito de modificar as barreiras horárias e, ou, de suspender, reduzir, neutralizar ou parar a prova. -Não haverá direito a reembolso.

2.8 Locais de abastecimento
– Os postos de abastecimento irão disponibilizar aos participantes comida e bebida para ser consumida no local. Embora sejam disponibilizadas no local outras bebidas, somente água será fornecida para encher os depósitos dos participantes e outros recipientes. Cada participante deverá certificar-se, ao deixar cada posto de abastecimento, que tem a quantidade de bebida e comida necessária para alcançar o próximo abastecimento.

-Haverá dois tipos de postos de abastecimento: uns, só de líquidos e, outros de sólidos e líquidos, que irão variar de acordo com a sua localização.

-Haverá primeiros socorros posicionados em alguns postos de controlo. É fundamental que os participantes ajudem qualquer pessoa em perigo, alertem o posto de controlo mais próximo e/ou contactem a organização.

2.9 Material obrigatório / verificação de material
– Durante a competição, todos os participantes têm de se fazer acompanhar da totalidade do material obrigatório. Em qualquer momento durante a prova, os diretores ou chefes de controlo podem verificar o mesmo. O participante terá de aceitar estes controlos de forma pacífica, sem contestar, sob pena de ser excluído da prova, de acordo com a lista de penalizações no artigo 2.11.

– Os primeiros 5 (cinco) atletas da geral, masculino e feminino, de todas as provas serão obrigatoriamente inspecionados, após conclusão da mesma.

Material obrigatório TRAIL ULTRA TRAIL LONGO TRAIL CURTO TRAIL JOVEM
Peitoral (fornecido pela organização) a ser colocado no peito ou abdómen do atleta e visível durante a totalidade do percurso X X X X
Mochila ou equipamento similar X X X X
Depósito de água ou equivalente de 1 litro de capacidade (mínimo)

Trail Jovem – 0,5L

X X X X
Manta térmica (min. 100×200 cm) X X X X
Casaco impermeável X X X X
Telemóvel operacional (com bateria suficiente) X X X X
Alimentação de reserva X X X X
Apito X X X X
Copo com 15 cl de capacidade, no mínimo X X X X
Lanterna (com baterias de reserva) X

 

– Por questões de segurança, é recomendável aos participantes que façam a verificação do seu material, no intuito de se certificarem que está em perfeitas condições para a realização da prova.

– A responsabilidade de garantir e fazer-se acompanhar do material obrigatório durante a prova é dos participantes.

2.10 Informação sobre passagem de locais com tráfego rodoviário
– Uma vez que não haverá corte de tráfego rodoviário, os participantes devem cumprir com as regras de trânsito em cidades e estradas de uso público, assim como respeitar as áreas agrícolas e propriedades privadas, sob pena de terem de assumir potenciais danos e indemnizações resultantes do seu incumprimento.

2.11 Penalizações / desclassificações
– A direção da prova e os chefes de controlo presentes nos controlos são responsáveis pela aplicação das regras e regulamento que regem a prova, e por isso estão autorizados a aplicar as penalizações e desclassificações estabelecidas na tabela abaixo.

INFRAÇÃO (do mais para o menos gravoso) SANÇÃO A APLICAR
Não prestar assistência a um participante que esteja a necessitar de ajuda Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Abandonar a prova sem avisar a organização Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Partilhar o peitoral com outra pessoa, durante parte ou na totalidade do percurso Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Utilizar caminhos que não os sinalizados para a prova, atalhando intencionalmente o percurso Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Utilizar transporte não autorizado (boleia) Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Faltar gravosamente ao respeito para com a organização ou outros participantes (agressão ou insulto) Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Retirar sinalização do percurso Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Doping Desclassificação e Erradicação de futuras edições
Desobedecer às medidas de segurança indicadas pela organização e entidades associadas Desclassificação
Recusar sujeitar-se a avaliações/exames médicos Desclassificação
Ausência do material obrigatório e/ou recusa da sua apresentação, se solicitado pela organização Desclassificação
Exceder o tempo limite de controlo nos postos de controlo com barreira horária Desclassificação
Falhar um ou mais postos de controlo Desclassificação
Perda do Chip e/ou da etiqueta colocada no peitoral Desclassificação
Pedir ajuda sem necessidade fundamentada Desclassificação
Fazer-se acompanhar de animais Desclassificação
Atirar lixo para o chão e/ou danificar o meio envolvente Desclassificação
Utilizar caminhos que não os sinalizados para a prova, desde que não representem atalhos intencionais. Penalização de 1 hora (1.º aviso); Desclassificação (2.º aviso)
Receber ajuda externa fora das áreas definidas pela organização Penalização de 30 minutos (1.º aviso); Desclassificação (2.º aviso)
Fazer-se acompanhar por pessoas não acreditadas pela organização, exceto nas áreas definidas pela organização Penalização de 1 hora
Modificar, dobrar ou ocultar o material publicitário Penalização de 1 hora
Lanterna/Frontal (Só na prova Trail Ultra) Penalização de 1 hora
Peitoral não visível ou afixado na perna Penalização de 15 minutos, por cada aviso

 

2.12 Responsabilidades perante o atleta / participante
– Os participantes nas provas do evento Trail do Porto Moniz, aceitam participar voluntariamente e sob a sua própria responsabilidade na competição. Por conseguinte concordam em não reclamar ou exigir à organização, colaboradores, autoridades, patrocinadores e outros participantes de qualquer responsabilidade com os mesmos e seus herdeiros, em tudo o que exceda a cobertura das suas responsabilidades, da dos seus colaboradores e participantes.

2.13 Seguro desportivo
– O organizador subscreve um seguro de responsabilidade civil e de acidentes pessoais durante a vigência do evento. Este seguro garante a cobertura das suas responsabilidades, das dos seus colaboradores e participantes.

– Em caso de acidente, o participante deverá, em primeiro lugar, contatar a organização, a qual providenciará o seu encaminhamento para a instituição médica mais adequada ao seu estado de saúde, juntamente com o impresso de participação de sinistro com o respetivo número da apólice, carimbado e assinado pelo clube (tomador do seguro). Por vezes e, dada a urgência/gravidade de alguns acidentes, torna-se impossível diligenciar o preenchimento da participação no ato do sinistro. -Nestas circunstâncias, a participação do sinistro poderá ser tratada após concluídos os primeiros socorros ao participante.

– Todo e qualquer documento de despesa relacionado com um sinistro já participado, será previamente liquidado pelo respetivo sinistrado e os seus originais enviados à seguradora para posterior reembolso.

– A organização não assumirá despesas de sinistros, dos quais não tomou conhecimento em tempo oportuno para ativar o seguro.

3 – Inscrições

3.1 Processo de inscrição (local, página web, método de pagamento)
– Somente as inscrições feitas na página web http://trail.cmofunchal.org/  serão aceites.

– Cada participante deve preencher corretamente o formulário de inscrição e pagar o valor da mesma no prazo estipulado, sendo o participante responsável pela veracidade dos seus dados.

– A organização não se responsabiliza, por eventuais recusas de responsabilidade, por parte da seguradora, resultantes da incorreta inserção dos dados no formulário de inscrição por parte do participante.

– O único meio disponível para pagamento é o MB – Multibanco.

– Não é necessário o envio do comprovativo de pagamento.

– Após confirmação do pagamento, o nome do atleta vigorará na lista de inscritos atualizada.

– O pagamento da taxa de inscrição implica uma reserva de lugar.

– Qualquer esclarecimento adicional deverá ser solicitado por e-mail para trail@cmofunchal.pt

3.2 Valores e períodos de inscrição
– O período de inscrições inicia-se a 17 de Dezembro de 2016 e termina a 22 de janeiro de 2017 (ou antes, no caso de se esgotarem as vagas disponíveis). O primeiro dia de inscrições, é exclusivo para sócios ATRP

– As taxas de inscrição são as seguintes:

  • Ultra Trail 47 km – 17,00
  • Trail Longo 25 km – 13,00
  • Trail Curto 16 km – 10,00
  • Trail Jovem  km – 5,00

3.3 Condições de devolução do valor de inscrição
– Após o dia 22 de janeiro de 2017, não são permitidas alterações.

– É permitida a alteração de inscrição de prova, sempre que houver disponibilidade de lugares. Esta alteração só poderá ser feita até ao dia 22 de janeiro de 2017.

– Caso a alteração seja para uma prova com valor de taxa de inscrição superior, haverá lugar ao pagamento do diferencial. Se for para uma prova com valor de taxa de inscrição inferior, não haverá lugar à devolução do diferencial.

– O reembolso ou a cedência de inscrição a outra pessoa pode ser solicitado quando um participante tiver comprovadamente um impedimento para fazer a prova, desde que o mesmo esteja associado a um acidente ou a uma doença diagnosticada após o registo na prova.

– O cancelamento ou a cedência de inscrição deve ser solicitado por e-mail, utilizando para o efeito o mesmo endereço utilizado na inscrição do participante, para trail@cmofunchal.pt ou em alternativa, por carta registada para Clube de Montanha do Funchal, Via 25 de Abril, n.º 4, 9060-213 Funchal. A este pedido terá de ser anexado o atestado médico.

– Não serão aceites cancelamentos por telefone.

– A organização não procederá ao “congelamento” de inscrições.

– Os montantes reembolsados aos participantes que reúnam as condições acima mencionadas, irão variar de acordo com a data em que seja solicitado o reembolso.

– O reembolso das taxas pagas será feito nas seguintes condições:

Até 1 de janeiro de 2017 50% da taxa será devolvida
de 2 a 22 de janeiro de 2017 25% da taxa será devolvida
a partir de 23 de janeiro de 2017 não haverá direito a reembolso

– O reembolso das taxas pagas será feito descontando a taxa de comissionamento que a organização acarreta através do pagamento por referência multibanco (easypay).

– Se o evento for cancelado por razões alheias à vontade da organização, até à data limite das inscrições, haverá direito a reembolso numa determinada percentagem calculada pela organização, que permita cobrir os gastos até então assumidos com o evento.

3.4 Material incluído com a inscrição
– Peitoral personalizado c/ chip integrado

– Certificado de participação (digital, a ser descarregado posteriormente na página oficial do evento).

3.5 Secretariado da prova / horários e locais

Sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017
14h00 às 20h00 – Check-in – sede do CMoF

Sábado, 4 de fevereiro de 2017
15h00 às 20h00 – Check-in – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz

Domingo, 5 de fevereiro de 2017 – dia das provas
05h00 – Centro de Ciência Viva do Porto Moniz

Para o Check-in os participantes devem apresentar os seguintes documentos:
– Bilhete de identidade / Cartão de Cidadão ou Passaporte.

– Termo de responsabilidade (em formato papel, preenchido e assinado pelo próprio).

3.6 Serviços disponibilizados (transporte, massagem, duche, etc)

3.6.1 – Serviços incluídos na inscrição
– Seguro de acidentes pessoais.

Coberturas:
– Morte por Acidente: 27.137,08 €;
– Invalidez Permanente por Acidente: 27.137,08 €
– Despesas de Tratamento por Acidente: 4.341,44 € (Franquia: 90,00 €/pessoa)
– Morte Simultânea da Pessoa Segura e Cônjuge – 15.000,00 €
– Despesas de Funeral – 5.000,00 €
– Despesas c/ operações salvamento, busca, transp. sinistrado – 1.000,00 €

– Abastecimento de sólidos e líquidos, enquanto em competição, nos postos assinalados.

– Assistência médica, nos postos assinalados.

– Transporte do local de concentração para a partida, prova Trail Jovem.

– Transporte para a chegada, em caso de abandono ou ser impedido pela organização de continuar em prova.

– Duche.

– Almoço

3.6.2 – Outros serviços (opcionais)
– Haverá massagem de relaxamento, após a prova, mediante pagamento de 5,00€ por parte do atleta.

– A organização providenciará uma camisola alusiva à prova, esta tem um custo de 5,00€. O participante aquando da sua inscrição deverá registar se pretende ou não a aquisição da camisola.

4 – Categorias e Prémios

4.1 Definição data, local e hora de entrega de prémios
– A cerimónia de entrega de prémios está prevista para as 18h00 do dia 05 de fevereiro, junto ao Centro de Ciência Viva do Porto Moniz.

Classificações e Prémios:
– As diferentes quatro provas serão ganhas pelos atletas que somarem o menor tempo no final das mesmas, somadas que forem as devidas penalizações, se as houver.

– Para as quatro provas, somente os participantes que controlarem todos os postos de controlo e cortarem a linha de meta dentro do tempo estipulado, serão classificados.

– O apuramento da classificação por equipas será efetuado com base nas três melhores classificações dos respetivos atletas.

– Não haverá prémios monetários.

– É obrigatória a presença dos premiados na cerimónia de entrega de prémios.

– A organização não enviará troféus, por correio postal ou outro meio de distribuição.

– Para cada prova haverá uma classificação individual feminina e masculina à geral, por escalão e coletiva, da seguinte forma:

Todas as provas Masculinos Femininos
Geral Troféus aos 3 primeiros Troféus às 3 primeiras
Todos os escalões Medalhas aos 3 primeiros Medalhas às 3 primeiras
Coletiva Troféu às 3 primeiras equipas Troféu às 3 primeiras equipas


4.2 Definição das categorias etárias / gênero individuais e equipas
– Os escalões a serem adotados no Trail do Porto Moniz, regem-se pelas normas regulamentares da ATRP – Associação de Trail Running de Portugal para o Circuito Nacional 2017, desta associação.

– Para efeitos de classificação no Circuito Trail Madeira da AARAM –  Associação de Atletismo da RAM, serão feitas as respetivas adaptações.

Masculinos (M) e Femininos (F):

  • JUN (16 e 17 anos)
  • SUB 23 (18 a 22 anos)
  • SEN (23 a 39 anos)
  • 40 (40 a 44 anos)
  • 45 (45 a 49 anos)
  • 50 (50 a 54 anos)
  • 55 (55 a 59 anos)
  • 60 (60 ou mais anos)

– Para efeitos de classificação e pontuação dos atletas nos escalões, será considerado o ano de nascimento do atleta, ou seja considera-se a idade que o atleta terá a 31 de dezembro de 2017.

4.3 Prazos para reclamação de classificações

– Toda e qualquer reclamação deve ser colocada por escrito e remetida ao diretor da prova, acompanhada de uma caução de 50,00€ (não reembolsável caso a reclamação seja indeferida) até duas horas após a chegada do participante em questão. Na reclamação deve constar o nome do reclamante, n.º BI/CC ou passaporte, nome do(s) participante(s) afetado(s), número do peitoral e motivos alegados. As classificações provisórias também podem ser alvo de reclamação, 30 minutos após a sua publicação.

– O Júri, que analisará a reclamação, é composto pelo diretor da prova, que preside, pelo presidente ou vice-presidente do clube organizador e por uma personalidade de reconhecido mérito na área do Trail-Running.

– O Júri pronunciar-se-á antes da afixação dos resultados oficiais.

– Os participantes têm ainda um prazo de 24 horas para a apresentação de reclamações de classificações.

5 – Informações

Notas e alterações

Direitos de Imagem e Publicidade
– A entidade organizadora reserva-se ao direito exclusivo da exploração da imagem do evento Ultra Trail do Porto Moniz e de audiovisuais fotográficos e jornalísticos do evento. Qualquer projeto ou suportes publicitários produzidos para publicação devem obter o prévio consentimento da organização.

– É obrigatório o uso do material publicitário fornecido pela organização, (peitoral, autocolantes, etc.). Modificar, dobrar ou ocultar o material publicitário será alvo de penalização.

Proteção de Dados
– Os dados dos participantes indicados no formulário de inscrição serão registados pela entidade organizadora para efeitos de processamento no evento nomeadamente, seguradora, lista de inscritos, notícias e classificação. Todos os participantes podem exercer o seu direito de acesso, retificação ou anulação dos seus dados pessoais, enviando um email para trail@cmofunchal.pt

– No caso de o participante ser associado da ATRP – Associação de Trail-Running de Portugal, o ato de inscrição pressupõe a autorização para que os seus dados sejam transmitidos para efeitos de elaboração da classificação, de estatística e de avaliação do evento, procedimentos da responsabilidade daquela Associação.

Modificações

– Estas regras podem ser editadas, alteradas ou melhoradas a qualquer momento pela entidade organizadora, sem aviso prévio. O facto de realizar a sua inscrição implica a aceitação do presente regulamento.

Outros

– Considerando-se o trail-running como uma modalidade de exigência física e psíquica, sobretudo para as provas ULTRA e não sendo possível aquando da preparação da prova quantificar quais serão as reais condições climatéricas à data da realização da(s) prova(s) a organização sempre em prol da segurança dos atletas e elementos da organização, reforça, que reserva-se no direito de alterar a qualquer momento o percurso(s) que apresenta as maiores dificuldades técnicas e de altitude, também em consequência disso, a posição dos postos de controlo / abastecimento, sem aviso prévio.

– A organização poderá, sempre que entender, atualizar este regulamento, de acordo com as necessidades da organização, até à data limite das inscrições.

– O Júri decidirá sobre todos os assuntos relacionados com o evento e que não foram objeto de regulamentação ou sobre más interpretações do presente regulamento.

v.01-2016.12